baby boy three | sling


SLINGS! a melhor coisa para embalar bebés! 
é talvez o produto que eu mais adoro a seguir a roupa em miniatura para bebés. se me ouvirem falar de slings ficam a saber as mil e uma vantagens para os bebés e para nós que os usamos e carregamos. ao contrário do sling, odeio ovinhos e chapéus-de-chuva... e para andar com um no braço é impossível andar com o outro na outra mão e o sling é perfeito para um excelente multi-tasking! ele no sling, guarda-chuva numa mão, saco das compras na outra! ou outros mil exemplos. 
quer sair de casa para ir buscar qualquer coisa rápida para comer? ir tomar um café? vai ali à farmácia e já volta? use um sling!

parece anúncio de televendas, mas eu vendo slings como pipocas! e sou apologista dos mesmos a 100%. há outras opções e acima de tudo cada uma, ou um (que os pais também gostam de os usar!), tem que saber o que prefere, tem que conhecer algumas opções antes de perceber bem o que gosta mais e com o qual se dá melhor... ou até o bebé, se bem que acredito que se nós tivermos confortáveis, eles estão ainda mais. 


passear com um bebé num sling é simplesmente delicioso, o calor, o mimo, o colo sem braços (já podem dizer ás avós que não dão demasiado colo ao vosso filho porque na verdade ele está num sling sem braços!), a ternura, a posição, o conforto e o aconchego é qualquer coisa inexplicável, parece apenas um pano onde se enfia uma criança, mas é muito mais que isso. para mim o sling serve não só para o tal multi-tasking e o tal colo sem ser colo, mas tem outras grandes vantagens. 
acredito que ajude imenso nas cólicas, a posição em que ficam no início é super confortável e ao estarem dobrados na posição quase fetal alivia imenso as dores de barriga e faz com que libertem os gases mais facilmente, atenção que não é a mesma posição do ovinho, pois o ovinho é muito mais duro e estão mais à larga... para os bebés que não gostam muito de chucha o sling é também um truque muito bom. ao estarem mais apertadinhos ficam mais seguros do meio ambiente, como a diferença entre meter um recém-nascido numa alcofinha ou logo numa cama de grades... eles precisam do conforto de um espaço mais pequenino e o sling permite que se sintam super seguros. ao se sentirem protegidos, introduzir uma chucha já não lhes parece tão estranho, não meto as mãos no fogo, mas experimentem insistir na chucha quando estão no sling... tenho quase a certeza que é muito mais fácil. 

 

sling | atelier da tufi

os manos passavam a vida no sling, os ovinhos nem saiam do carro e até quase aos 3 anos, sim, isso mesmo, andaram no sling, as posições vão mudando e o conforto adaptado à idade e necessidades do bebé. faço tudo com o sling, arrumo, estendo roupa, cozinho, vou à rua, ás compras, buscar os miúdos, enfim, faço tudo o que preciso de fazer com duas mãos tendo ao mesmo tempo um bebé lindo ao colo. não é para ficarem ali horas a fio, mas é sem dúvida uma maneira muito querida e eficaz de termos os nossos mini bonecos muito perto de nós e conseguirmos fazer tudo o resto. 


cinnamon buns e caffe latte | copenhagen coffee lab 

existem vários modelos de slings e outros tantos exemplos de babycarrying que podem experimentar, eu recomendo este. podem encontrar este modelo na #lojamaisqueridadobairro e se precisarem de ajuda ou do meu mini workshop, deixem aqui mensagem ou enviem email para info@atelierdatufi.com e combinamos uma hora para vos explicar tudo. claro que podem ir quando quiserem, mas eu recomendo sempre irem com o vosso bebé, seja em que idade for, mas quanto mais cedo melhor!! como os meus que andam no sling desde que saiem da maternidade. 
o amor destes slings também passa por poderem escolher os tecidos que quiserem e isso o Atelier da Tufi tem ás dezenas!! 

No Comments Yet, Leave Yours!