diy | abóboras com confettis



se para os miúdos é giro brincar ao halloween com pormenores mais assustadores, para mim basta pegar nos pormenores da época e dar-lhes um look diferente. este ano quero fazer um centro de mesa diferente usando abóboras e em pesquisa pelos meus sites preferidos, a studio diy é sem dúvida das melhores bases para ideias giras1 esta é qualquer coisa! adoro! quero ver se uso esta como inspiração... já tenho as abóboras... falta-me agora tudo o resto! talez não as pinte mas os confettis poderão ser a solução, uma espécie de halloween meets christmas!  


i like to do things on halloween, we can't follow the exact traditions i once did while i lived in california, but we can do so much more, such as little decorations that make the difference. these confetti dipped pumpkins are just adorable and i'd love to this with the ones i have at home, though the scale is a bit different. i love the whole halloween meets christmas feel to it!  
.
il halloween non é per niente una festa europea, ma si come ho vissuto nel stati uniti sono tornata con voglia di riccordare questo giorno faccendo cose in casa che fanno capire che c'e. questo piccolo diy é proprio quello che avevo in mente con le zucche che ho portato dall fruttivendolo, non sono proprio cosi piccole, ma forse l'idea di dipingerle e usare i confetti forse non é proprio male! vediamo!





gosto disto | barral


barral | site | facebook | instagram

quantas vezes me pedem conselhos na loja, quantas vezes me pedem a minha opinião sobre este ou aquele assunto, sobre esta ou aquela combinação de padrões, sobre por onde é que se começa a montar um quarto, ou se o avental de amamentação dá mesmo jeito. se chegam duas fraldas ou se é melhor levar logo vinte, se este ou aquele saco serve para apenas os primeiros dias na maternidade ou se pode durar até querermos, se o nosso coelhinho faz mesmo companhia ou se as fitas de chuchas devem combinar com as roupas... tantas questões, tantos conselhos, tantas maneiras de passar dicas, ajudas ás vezes até conversas que abrem os olhos das mães de primeira viagem como a melhor conversa de sempre... vê-se que por vezes é preciso conhecerem várias experiências, alertar para que não se deixem levar por medos, ansiedades e tentar muitas vezes tranquilizar que tudo passa e que tudo se faz. a começar pela própria gravidez... desde o primeiro momento de ser mãe, naquela primeira consulta em que confirmamos que vem por aí coisa boa, que temos que nos ouvir e nos proteger. a barral já pensa nisso há muitos e muitos anos... o creme gordo tem novo look, tem novas cores, tem nova imagem mas acima de tudo é igual há muitas gerações e com óleo de amêndoas doces ajudam a proteger a barriga durante toda a gravidez... até depois. 




agora até oferece na compra de um creme gordo de óleo de amêndoas doces, uns cartões queridos como tudo para usarem nas fotografias dos mais pequenos com as etapas mais importantes, especiais e divertidas do primeiro ano do seu bebé!! entre tantos presentes que podemos oferecer ás nossas amigas, irmãs e cunhadas que lhes darão jeito, este poderá ser único. um creme que só ajuda e um presente para quem está a chegar e nos vai dar muitas alegrias. experimentem. usei a gravidez toda o crmee gordo original e não podia ter ficado mais contente com a escolha. este sim é um conselho a dar a todas as mães-to-be. 

este post não publicidade paga, é uma mãe a falar de coisas boas.


pantone | tartes de dióspiro



mesmo que ainda estejam tardes de calor, sol que queima as pernas nas esplanadas, alsas e mangas curtas apetece-me o outono e em força. apetece-me camisolas e botas, apetece-me sentir um friozinho de manhã e acima de tudo comer coisas boas e quentes. estas tartes têm as cores do outono, os cremes, castanhos e estes laranjas... devem ser qualquer coisa para lá de divinal e eu que ando a preparar um jantar de halloween talvez avance mesmo para algo do género para acabar em grande. 

our autumn is running a bit late and these semi summer warm days are confusing us, though i am enjoying breakfast out with friends and on terraces looking onto our gorgeous city, i am looking forward to autumn to arrive in full force, which means a cardigan, boots, a bit of a colder breeze and warmer things to eat... like these amazing tarts, though cold they have the colours of autumn and the feel of something straight out of the oven. browns and oranges have halloween, thanksgiving and autumn written all over it.
.
non so come é da voi, ma qui l'autunno é in ritardo, non vuole arrivare e io ormai, anche approfitando benissimo il sole e il caldo, voglio che arrivi il fredino, i maglioni e i stivali. e mangiare cose con i colori del autunno... come questi marroni e arancioni che starebbero cosi bene in un tavolone di halloween, festa delle grazie o semplicimente di autunno...

decor | copper


1|2|3|4|5|6

adorava ter coragem para criar ambientes assim, mas não tenho, por enquanto não tenho, talvez um dia, num espaço tipo loft, tipo fábrica abandonada, mas aqui na minha casa não conseguia, teria que refazer muita coisa, e mesmo assim... mas este ambiente de quarto para mim é qualquer coisa de magnífico, que bem que combina o cobre com o mármore, o branco e o rosa meio seco, o castanho cabedal e o pormenor de verde na mesa... todos os outros pormenores funcionariam na perfeição neste quarto de sonho. 

i lack the guts to redo our bedroom this way but i wish i could, seriously wish i could because it is magnificent. the elegance of it and yet so informal. copper combines beautifully with white, marble, dry rose tones, leather brown and small green details. 
.
vorrei avere il coraggio per mttermi li e decidere di cambiare la nsotra stanza usando questi materiali, rame con bianco, marmo, rosa vecchio, marrone e piccoli detagli di verde. magnifico.

me | myself and i


brigida brito | fotografia

a partir do momento em que comecei o processo de destralhar, limpar e organizar-me melhor percebi que preciso de tempo para ficar quieta. nunca na minha vida foi tão importante parar. parar, ouvir o silêncio e não ter absolutamente nenhum objectivo naquele momento que não seja ouvir-nos... todos os dias acrescento mais um momento desses, o objectivo é perceber que existe tempo. minutos, horas até, de tempo numa semana, recuperados ao que chamávamos tempo livre, mas que não era nada mais, nada menos que o encher o tempo de tarefas como ir buscar os miúdos, ir aos correios, ir ao médico, ir ao supermercado, ir à farmácia, tratar de contas, prolongar o horário de trabalho com a desculpa que "adianto já isto". a menos que seja as contas para pagar, nada do resto tem data limite. 
the kids are all right, tem sido o meu lema, mesmo querendo ter mil e um programas para os entreter, eles estão bem na escola mesmo que não os vá buscar assim que acabam de meter a última dentada do lanche na boca... eles querem brincar, precisam brincar e se for na escola com os amiguinhos então que seja. todos os dias vou a horas diferentes e recuperei com isso o meu tempo. o meu tempo que deixou se ser só tratar das unhas ou tratar de assuntos soltos, passou a ser eu e só eu. 

realizing you have time is probably the most chocking thing i have learnt since becoming a mother... almost as if you'd feel guilty if not taking that time and filling it with "things to do" and "entertaining the kids", i've never thought of me as a "soccer mom", those who cannot do anything besides arranging their social and activity life, but somehow i am slowly walking away from it and letting them be... the kids are all right and so am i.
.
capire che hai tempo é stato piú dificile di quello che pensavo. non sono mai stata una mamma stressata che riempe il giorno con attivitá per i bimbi perché devonno essere sempre in movimento... piú che altro l'ho trascinato ovunque per le cose che dovevo fare io... peró, quello vuole dire lo stesso. usare quello tempo che hai libero tra lavoro e la scuola, per sederti e goderti il silenzio sará il tuo tesoro piú bello e quello che potrebbe darti di piú. i bimbi stanno bene, adesso sei tu. 

have a great week | 43.15


diy | box storage


box storage | i spy diy


sou pouco dada a construções, já tive a minha grande e exaustiva dose de maquetes e ainda bem que isso já passou. mas cá em casa, embora não faça este tipo de trabalhos sozinha, delego sempre para quem sabe e normalmente.... depois de algum longo tempo as coisas acabam por se fazer, normalmente porque eu decidi que era preciso mudar qualquer coisa... já que agora não posso mudar de país, mudo aos poucos pormenores em casa. e um pormenor que no entanto de pequenino não tem nada, é onde colocar aquilo que trazemos nos bolsos dos casacos, calças, camisas quando chegamos a casa para depois não ir tudo por erro à máquina de lavar! nós temos um móvel à entrada, onde normalmente se põem estas coisas, mas acaba sempre por ficar atulhado e quando vou procurar o que quer que seja não encontro nada. 
este diy pareceu-me uma grande ideia, fazer algo giro na parede, com seprações, até podem ser por membro da família, com cabides, caixas, ganchos, o que quiserem para diferenciar o tipo de objectos que se deixam entre o entrar e sair. os ganchos dão imenso jeito logo para os auscultadores que ele tras sempre e deixa em cima da mesa e os miúdos agarram e puxam os fios. quando vi isto pensei logo que algo do género poderá ser a solução mais simples... claro, agora é só comprar madeira ou caixas já feitas que se econtram em lojas como o ikea ou casa. pintar, afixar e colocar os adereços que poderão ajudar nessa arrumação. 
uma excelente maneira de decorar a entrada de uma casa, gira e até divertida com um lado super útil. 


how many of you have a problem with out-the-door stuff you never have place for except in your pockets? we have and i haven't found the perfect solution... maybe except now. this box storage might just work perfectly for our family, because each of us have different things we put down just about anywhere and can't find afterwards. how nice would it be to have a wall right by your front door that is fun, colorful, useful and somewhat simple to do... if he agrees to do it for me that is! i really like it and seems simple enough. 
.
potrebbe non essere cosi facile da fare subito in tre secondi, ma l'idea di fare l'ingresso di casa piú divertente e piú ordinato mi piace veramente tanto! sarebbe piú semplice per mettere quelle cose piccolissime che uno porta in giro in tasca ovunque ma che non ha mai um posto giusto per tutto, cosi da poter trovare subito mentre esce o entra in casa. mi piace moltissimo! 

pantone | butternut squash


waiting on martha | butternut squash salad

quando mudam as estações eu mudo logo de apetites de comida. depois do verão digo adeus aos grelhados, ás sardinhas, ás saladas com fruta para deixar entrar devagarinho os sabores do outono, como a abóbora! já disse e repito que este é o mês da abóbora. aproveita-na porque fria, quente, em lascas como nesta salada acompanhada com pêras cozinhas, nozes e arandos que juntos fazems umas das saladas e combinações melhores de sempre. acrescentem ricotta e voilá a coisa funciona na perfeição. não há volta a dar, por mais que o sol apareça o outono chegou, let's eat accordingly.
.
let's eat accordingly to the new season. once autumn is in i all for autumn ingredients especially october, the month when everything is about the squash/pumpkin. it is amazing the versatility of this ingredient and salads are a very innovative way of using squash while you transition from summer to autumn. 
.
la cosa brutta della fine dell'estate é proprio quello, che finisce... ma poi c'e tutto un altro bello, finisce e inizia l'autuno. dove c'e ancora il solo, voglia di stare fuori ma comincia a farti venire voglia di mangiare altre cose, altri sapori. come la zucca! usarla in modo fresco in mezzo a rucola, ricotta, noci e mirtilli rossi é il modo giusto per cambiare di stagione e di atmosfera. lasciamo entrare quest'autuno, sia per strada sia a tavola!

architecture | gelusktraat



em cada país por onde passei, comecei a reconhecer traços, tiques e linhas arquitectónicas típicas, ou comuns, dos arquitectos desse país. na bélgica a arquitectura tem uma linguagem própria. muito simples, direita e sempre muito prática e acima de tudo low-cost. característica importantíssima na bélgica não só a nível de construção, mas como característica principal de um povo inteiro. 
este projecto é resultado disso mesmo. um apartamento em três pisos para arrendar com ligação pelo pátio inferior à "casa-mãe". circulação reduzida ao mínimo possível e quase nenhuma divisão entra os espaços, usando apenas os corredores como limites. 








fotografia | filip dujardin


ikea | sinnerlig


ikea | sinnerlig by ilse crawford

estou completamente rendida a este nova colecção do Ikea. sou fã incondicional da cortiça e para mim não há maior orgulho do que saber que vivo num país que é o produto de mais de 50% da cortiça mundial. é lindíssimo, toque perfeito, durabilidade, leve tanto no peso como no look, um excelente isolante e sustentável. já vivi numa casa onde o chão era todo em cortiça e juro que em pleno inverno e com aquecimento no pavimento, a cortiça era ideal para andarmos descalços em casa. hoje em dia não tenho quase nada em cortiça sem serem as bases para os quentes, mas esta colecção veio aumentar a minha vontade de voltar a ter cortiça em casa, em peças grandes de uso permanente. 
já comprei quatro vasos de vidro que são os frascos e tampas mais bonitas de sempre. a seguir será o banco corrido! quem não acha isto espectacular?!
.
i am a huge fan of the new Ikea collection, sinnerlig, all metal, glass and cork. why am i a fan? well for all the absolute amazing characteristics of cork itself, but also because Portugal is one of the biggest exports of cork. we are responsible for more than 50% of the worlds cork production! maybe we have it on our veins, but i also believe that cork is on of the best materials to use in architecture, interiors and product design. and this collection proves that. rethinking how our living room could incorporate any of the larger pieces. so far i am surrounded with this new and beautiful glass containers with gorgeous cork lids.
.
avete giá visto la nuova colezione di Ikea? io si e mi sono subito innamorata. sono portoghese e quindi il sughero ci corre nelle vene, produciamo piu di 50% del sughero mondiale e ne sono fiera. e anche se no, lo trovo uno dei materiali piú belli di sempre per l'architettura como anche per prodotti. e questa colezione lo prova. stupenda e io vorrei tantissimo avere alcuni dei pezzi piú grandi a casa. per adesso ho solo quattro dei vasi bellis con i coperchi belissimi di sughero. 


instaweek | 40.15





keep calm and let go


e mais uma semana começa com tantas boas intenções apesar da chuva... apesar do rumo que o país poderá ou não tomar a partir do momento que temos um deputado do pan no parlamento... enfim.

mais uma semana de muitos arrumos, limpezas e controlo. todas as semanas recomeço um processo novo de organização, mesmo que a lista dos to-dos seja eterna e que já venha de trás de tal maneira rabiscada que só precise mesmo de um novo look, começo de novo, limpinha, sem erros nem correcções, pronta para reformular tarefas, ideias, planos e sugestões. é mais forte que eu, como se este meu amor a escrever, não quero escrever um livro quero apenas dar corda à mão, não me deixasse usar a mesma lista vezes sem conta e precisa de a reescrever para que a mente não se esqueça. 

o meu último exercício de memória é perdê-la. ultimamente tenho-me apercebido que guardo imensa coisa na cabeça, inútil. dá jeito para quem à minha volta perde coisas, ou já não se lembra de outras, não sabe se alguém faz anos ou se é preciso pagar uma conta qualquer não sei de quê... mas eu estou cansada de ser o hard disk externo dos outros e por isso mesmo o exercício de escrever tudo ajuda-me a ter sob controlo aquilo que quero ou não guardar na cabeça. é claro que, como tantas pessoas, a partir do momento que o escrevo, decoro-o e não me esqueço, mas há de vez em quando um momento em que digo "já não me lembro, vou ver..." e procuro nos cadernos, listas e lembretes e voilá, ali está o pormenor que não guardei na cabeça mas que soube mantê-lo por perto... isto, parece que não mas é um exercício terrívelmente difícil para mim. quem me conhece sabe que guardo tudo, associado aos mais estúpidos, estranhos, particulares pormenores, quase como uma cábula que em vez de estar escondida para um teste no liceu, está guardada na memória. também não vou perder isto de um dia para o outro, mas devagar se vai ao longe (já dizia o título do meu livro de português da segunda-classe) e com calma lá chegarei. perderei no processo tanta coisa à qual dei demasiado valor, mas a vida é feita disso mesmo... tudo no seu devido momento. 

agora só preciso de tempo e de coragem.



brigida brito fotografia | site | facebook 

have a great week | 41.15