at work with | belly sketcher

que divertida esta entrevista! | please meet Inês!

* onde vives? de onde és? como foste aí parar? | where are you from? where do you live?
sou de Lisboa, vivo em Lisboa e vou para Lisboa... original! na verdade vivi a minha infância em Almada, e nessa altura nunca pensei que saísse de lá (consta que é o lado certo). mas quando estava na faculdade percebi que o dinheiro do táxi ás 6as e sábados à noite dava para pagar uma casinha na Ajuda... e lá fui eu... era ver-me a chegar a casa em 15min... agora paro na Estefânia, não fosse o barulho e seria perfeito viver aqui. | i'm from lisbon, i live in Lisbon... how original! actually i lived my childhood in Almada and back then i used to think i'd never leave, but when i was in college i realized that the money i spent on taxi rides on friday and saturday nights was enough to rent a house in Ajuda, in Lisbon. and there i was, 15min away from home everywhere i went. now i live in Estefãnia, and if it wasn't for the noise, this would be the perfect place to live.

* onde fica o teu atelier? como vais para lá? | where is your studio? how do you get there?
a vida cá em casa começa muito cedo. um dos homens acorda antes do sol porque não pode perder tempo de brincadeira, o outro acorda antes o sol porque não tem alternativa e tem que trazer o pão para casa. a mulher cá e casa adorava levantar-se às 10 e trabalhar de pijama o dia todo, mas parece que é coisa que lhe fica mal. então, mesmo trabalhando em casa, na sala vermelha (chamamos-lhe a sala vermelha porque dá a sensação que temos uma mansão com várias salas temáticas... mas na verdade é mesmo a única sala/escritório que temos no T2), veste-se como se fosse sair e ali permanece o dia todo (e falar de mim na terceira pessoa também é coisa que acho uma certa piada) | our days start very early in this house. one of the men of the house wakes up before sunrise because there's just not enough time to play, the other man has to wake up early to bring home the money and the lady of the house wished she could wake up later but can't 'cause it doesn't seem right. so, though she works from home, in her red room (we like to call it that, making this house seem like a mansion with lots of different themed rooms, though it's just a two-bedroom house), get dress as if to leave the house but stays home all day (speaking of me in the third person is also something she finds funny)

* o que vês da tua janela? | what do you see from your window?
a minha mesa fica encostada à janela donde vejo o senhor da residencial, que me vê também o dia todo porque os meus cortinados estão quase sempre aberto. desconfio que escreva um romance sobre a vida cá de casa. "senhor da residencial, espero que leia este blog! quando o seu romance for um best-seller ofereça-me uma cópia, obrigada." (isto é como pedir para mandar beijinhos ao primo num programa da manhã) | my table is next to a window from where i see the owner of the hostel in front of our house, and he also sees me because i rarely close our drapes. i'm starting to think he's writing a novel about us... "mr.owner of the hostel, i hope you read this blog! when your book becomes a best-seller, please send us a copy, thank you." (it's like asking to the morning show host to send kisses to our imigrant cousins)





* tomas café de manhã? como é o teu café? | do you take coffee in the morning? how do you take it?
sobre o café vou citar o Lino "café, jamais..." não gosto de café. acho que até nunca bebi um café. não toco em nada com café. de manhã pão e leite. | about coffee i'll quote Lino "coffee, jamais..." i don't like it, i think i never had one, and never touch anything that has coffee in it. in the morning i take bread and milk. 

* tens algum ritual ates de começar a trabalhar? | any rituals before you start working?
tenho! mas não posso contar... nãaa não tenho... ou terei e estou só a baralhar?! hmmm...!! | yes! but i musn't tell... nooo i don't have any... or do i? hmmm...!!!

* o que gostas mais do teu trabalho? o que te põe mais à prova? | what do you love more about your work? what's more challenging?
partilhar com as mães a serenidade expectante própria da gravidez é provavelmente o que mais gosto. possibilitar-lhes uma recordação dessa mesmo sensação é a minha missão. lido todos os dias com pessoas apaixonada e isso deixa-me com o mesmo sentimento. | sharing with mothers-to-be the serenity of expecting is probably what i love most and giving them the chance to keep a memory of this moment is my mission. i deal with people in love every single day and that makes me feel the same way. 

* como aprendeste a fazer o que fazes? | where and how did you learn to do what you do?
não aprendi... depois de ter estado grávida do meu filho Tomé (agora estou grávida do segundo ainda sem nome... aceitam-se sugestões) resolvi que o estado de graça tinha que ser estendido no tempo. demorei algum tempo até perceber como e quase sem dar por isso, de forma surpreendentemente natural, surgiu este projecto. se nunca tivesse tido um bebé a crescer aqui dentro, coisa corriqueira e no entanto milagrosa, nunca poderia saber o que procurar nos desenhos que faço. | i didn't... after i had my first child Tomé (i'm now pregnant with my second... nameless still... i'll take suggestions) i decided that this graceful state had to be extended in time. it took me a while to understand how and it just happened in a surprisingly natural way. if i had never had a baby growing inside, something so natural yet so miraculous, i'd never be able to know what to look for in the drawings i do.

* o que é a Belly Sketcher? | what is Belly Sketcher?
a BellySketcher é o meu projecto do coração. é a minha forma de celebrar a gravidez. | Belly Sketcher  is my dear project. it's my way of celebrating pregnancy.

ficam algumas questões por resolver... se não bebes café metes em questão esta nossa nova amizade... e até provares o meu tiramisu não podes tirar essa conclusão... mais, quem é o Lino? e se me permites... o Tomé pode ter uma mano Tobias! ou uma Teresa, já que não nos esclareceste o que esperas. adorei esta tua entrevista e num instante fiquei a conhecer-te melhor! obrigada! | a few things... if you don't like coffee this new friendship is at risk and it's only because you haven't tried my tiramisu... plus... who's Lino, and if you allow me, Tomé could handle a brother named Tobias ou a little sister Teresa... i loved this moment and thank you for letting us get to know you better!

1 comentário:

  1. Adoro a Inês! :) Um doce e uma artista de mão cheia, os trabalhos dela são lindos, lindos. Que bom encontrá-la aqui!
    Bjs*

    ResponderEliminar