instaweek | 42.14

21.10.14

que fins-de-semana a dois fazem bem a todos os casais, já todos o sabem. que fins-de-semana em évora fazem bem a todos, já o deviam saber. esta última semana resume-se a estas 48h bem instalados, com direito a 30º, piscina, sol, e sestas! quando lhe ofereci duas noites num hotel que fica para outro post, nunca imaginei que tivéssemos um mini verão e que bem que nos soube! e évora? que cidade linda! pequenina onde eu ás vezes imagino viver, não fosse precisar do chiado tanto como preciso, mas que sensação de paz e sossego. ele passou todo o tempo à procura de casas... eu nem queria acreditar ver meia cidade à venda, no centro então eram ás dezenas... uma pena... 
e o que se come em évora? ai que maravilha, entre fialho e st.humberto, café arcada e mais uns quantos cafés, deliciei-me até mais não. voltei com mais energia para o que vier por aí. 

everyone knows that weekend with your love are needed and are so good for you, weekends in évora are also known to be fabulous and it lived up to it. this last week really was about this amazing weekend we had in this gorgeous little town. a great hotel, wonderful weather, 30º degrees, pool, sun and naps!!! when i bought these two nights as a gift to him i never expected this weather and my it was amazing. and évora? the sweetest and beautiful town ever! small where i sometimes wished i lived though i'd have a really hard time getting away from lisbon... it was such a good feeling of peace, relax, silence and quiet. he was dedicated to finding a house for us... i culdn't believe how many were for sale... specially in the beautiful historic center... such a shame. 
what about the food we ate? oh my goodness! between fialho, st.humberto and café arcada i swear i was going to live there forever. soooo good! it was good for me... i am ready for whatever comes my way. 

precious finds | guess what?

20.10.14

este precious finds é diferente. é mais uma espécie de adivinha. aqui podem ver o resultado da semana passada, acordei com o mini office assim como o lado esquerdo e depois de um dia inteiro chuvoso tornou-se no lado direito. o antes em tempos já foi assim... com algumas afinações entretanto, tenho conseguido manter isto muito arrumadinho e tenho a dizer que estou muito contente aqui com o meu espaço. há de tudo por aqui e se os quadrinhos da kikki.K e o mini zoo da ballonblanc me fazem uma enorme companhia, como também o flamingo e elefante mais famoso de sempre, já notaram que há ali um cantinho vazio de parede cor antracite? ...pois é... enquando montava isto fui pensando no que queria colocar ali. podia por o mesmo género e encher a parede de ilustrações lindas, escolha difícil no meio de coisas tão giras que vou vendo, mas pensei que pudesse ser outra coisa diferente... mas o quê? alguém adivinha? eu na verdade já sei... mas se alguém adivinhar eu prometo um mimo! 

this precious finds is different. it's more like a game really. here you can see the result of a rainy day. i woke up with this little space plain and chaotic on the left side and after a productive afternoon the right side appeared. the before once upon a time was actually like this...  it has had a few tweaks but it's overall working very well and i am really happy with the result. there is a bit of everything around here and though the kikki.K quotes and the ballonblanc mini zoo work perfectly, along with the most famous elephant and flamingo ever, i think you've noticed there is an empty space on the anthracite wall? ...well... that's when you come in! i've been thinking about what to put there and i know there are amazing illustrations around and i have a few favorites, but i thought i could get something different... but what exactly?... i already know!!  but if any of you guess it i'll think of something cute to give away! 

have a great week | monday

20.10.14


pantone | gnocchi

16.10.14


duas coisas importantes a reter desta imagem: gnocchi e abóbora (zucca)! isso mesmo chegou a época das abóboras e cá em casa é altura de a pôr a uso! eu com as minhas sopas, ele com os gnocchi e outros maravilhosos pratos que vamos deixar para a sogra que chega em breve!! demorei muito a entender a abóbora por si só, para mim era mais uma coisa dentro da sopa, ou o objecto mais retratado, fotografado, esculpido desta altura do ano, ao ponto de enjoar. mas, ainda bem que cresci e agora não penso na abóbora só e apenas como uma seca e uma peça do halloween, mas sim como o ingrediente que pode dar vida a um prato! gnocchi de abóbora e ricotta, com toucinho e chicória. ai que fome. para além de colorida, mesmo sendo um prato de outono, tem imensos sabores diferentes e poderá ser uma experiência gastronómica quase mágica! sigam o link e a receita está mais que perfeita!

two important things to notice about this image: gnocchi and pumpkin (zucca)! that's right, it's pumpkin time and here in at our place we are ready for it! i use it all the time in my soups and he loves doing gnocchi, ravioli, tortellini and so many other gorgeous food with it, but we'll wait for the mother-in-law to get here before we start making things up! it took a long time for me to really understand the pumpkin as something other than an ingredient you put in a soup to make it orange and something you cut open for halloween. it has turned into something that can really brighten up a dish and give it a sweet taste! pumpkin and ricotta gnocchi with pancetta and radichio... gosh i'm hungry. not only fun and colorful, though it's a autumn dish, it is an explosion of flavours and might well be a magical eating experience!! follow the link, the recipe is too good to pass!

the architect in me | riverside museum

15.10.14





riverside museum | zaha hadid | glasgow . scotland

"através da arquitectura, podemos investigar possibilidades futuras e explorar as bases culturais que definiram a cidade. o riverside museum é um projecto fantástico e verdadeiramente único, onde as exposições e o edifício se unem neste local proeminente e histórico sobre o rio clyde para entusiasmar e inspirar todos os visitantes. o design, combinando uma complexidade geométrica, engenho estutural e autenticidade material, continua a forte tradição de engenharia de glasgow e fará parte do futuro da cidade como um centro de inovação" zaha hadid

"through architecture, we can investigate future possibilities yet also explore the cultural foundations that have defined the city. the riverside museum is a fantastic and truly unique project where the exhibits and building come together at this prominent and historic location on the clyde to enthuse and inspire all visitors. the design, combining geometric complexity and structural ingenuity and material authenticity, continues glasgow's rich engeneering traditions and will be part of the city's future as a centre of innovation" zaha hadid

instaweek | 41.14

14.10.14

lá está, a semana bem pode ter tido sete dias, mas eu apenas guardei na memória "sentimental" e visual o meu domingo! foi de chuva parece, mas eu fiquei em casa, de pijama a montar o que é agora oficialmente o meu mini office. dedicada e a dar ordens para onde por os pregos e orientações sobre como se desviarem para que a luz entre e as fotos pareçam de uma casa tranquila e sem vestígios de caos. gosto disto e quero mais... até mesmo com o reforço de energias à base de doce de framboesa da rita que tanto me ajuda a recuperar essa coisa chamada tempo e que agora o faz com frutos do bosque!

there we go again, the week may well have seven days, but i only registered in my mind, emotionally and visually, our sunday! apparently it rained, but i stayed home enjoying staying in my pijamas and putting together finally what is now officially my mini office. dedicated to giving orders about where to hang up my prints and getting everyone out of the way to seem like the light is good around here and that no sign of chaos was visable. i like this... and i want more! even with a little help from the delicious raspberry jam rita has made for us, along with that amazing feel of time. 

precious finds | wishacolor

13.10.14

wishacolor | instagram 

a imagem pode até ter vários objectos e várias marcas a reter, como o precioso cestinho da h&m home que me conquistou mesmo antes de ser feito e de eu saber que existia, e a agenda rosa com canela que anda comigo já há quase um ano e sempre linda, presente de quem me ouve. o A sempre presente nestas últimas imagens do mini-office porque eu não me consigo separar dele, é quase obcessivo esta minha paixão por letras e a minha é definitivamente a melhor. no entanto, este post é dedicado a este meu novo amigo, o flamingo, da wishacolor. desde que abri uma loja querida que reencontrei pessoas que já não via há anos. amigas e amigas de amigas é coisa que não falta lá na loja e eu gosto de as rever e saber o que andam a fazer. um dia, a inês mostrou-me um trabalho, depois outro e mais alguns, e de repente percebi que aquilo era algo a não perder de vista. entre um telefonema e um email vi nascer um traço, uma vontade e uma marca. aguarelas amorosas, personalizadas tanto no passe-partout como nas imagens em pormenores que tornam os seus desenhos nos nossos mais queridos meninos. tem sido muito giro e uma honra poder ajudar, sugerir e ver como tudo pode crescer com calma e tão bem. tenho a certeza que daqui virá muito mais e que vai ter muito sucesso. para já a wishacolor vai mostrando o que tem pelo instagram, e em breve com uma página linda no facebook. como podem ver nem tudo querido tem que ser para os mais pequeninos, este flamingo fica mesmo bem aqui no meu cantinho. e claro, no tom de rosa mais bonito do mundo. 
inês, the world is ready to wish a color!



have a great week | monday

13.10.14


pantone | margherita

9.10.14


cá em casa, não é segredo para ninguém, come-se pizza uma vez por semana. em casa de italianos tem que ser assim, e a pizza não é qualquer uma, tem que ser boa. mesmo boa. ainda hoje já escolhemos a nova pizza a experimentar em lisboa. passamos muito tempo nesta longa investigação gastronómica. já provámos muitas e já temos uma lista de onde voltar e de onde nunca mais meter os pés. estas são surpreendentes e eu fico sempre a pensar como é que alguém consegue comer aquilo... enfim. hoje queria só mesmo mostrar estes tons, um dia faço um post das minhas listas. esta é por excelência a minha pizza preferida. margherita! simples? talvez. monótona? nunca! tem é que ter vários pormenores importantes, massa fina das mais finas, estaladiça, quase queimada, mozzarella di buffala (e aqui sim não é de todo simples), tomate do mais fresco e carnudo e folhas frescas de manjericão. não é preciso mais nada. os tons são os da bandeira italiana por alguma razão há-de ser. não tenho dúvidas, é uma das refeições mais completas, mais divertidas e em família nunca falha! ai... que fome! 

in our house, it isn't a secret, we eat pizza once a week. in italian homes it's normal and we love this rule. but it cannot be just any pizza, it has to be good, really good. we already picked our pizza place for the week, and we'll try it tomorrow evening, i'll let you know. we have been doing this for a really long time, we try new places and have come up with lists of places to go back to and others to avoid, and believe me there are a few, and though i think they're obvious people apparently still go back and i have no idea why... anyway. this image pictures my absolute favorite kind of pizza: the margherita! simple?' maybe. boring? no way! you have to look for the details to make this one of the most amazing pizzas ever, the combination of tastes and colors work perfectly and i believe that it is just random coincidence that it has the italian flag colors. thin crust with a touch of burning edges, mozzarella di buffala (which makes all the difference), full and juicy tomatoes, and freshly picked basil, nothing more, nothing else. it is one of the most tasty meals and for a family it is so much fun! ...i'm hungry now!

the architect in me | casa maiocchi

8.10.14





casa maiocchi | fabio azzolina architetto | milão . itália

estes posts sobre arquitectura são talvez, mesmo não parecendo, aqueles que mais me preenchem. no fundo, isto é a minha profissão, ser arquitecta faz parte de mim e eu não sei ser outra coisa. sempre gostei do que faço e em todos os meus projectos, onde meto a mão, tenho que me dedicar com tudo o que é meu, alma, coração, marido, e principalmente a mente! 
enquanto tirava o curso diziam-me que o estágio profissional iria ser um horror porque serviam apenas para fazer os estagiários irem fazer fotocópias e servir cafés... entre outras coisas que até em filme circulavam em tempos, mas isso é outra coisa... enfim. 
quando acabei o curso estava em milão, decidi lá ficar entre outras coisas porque queria mesmo experimentar trabalhar em itália, onde melhor que portugal para fazer arquitectura? milão! procurei trabalho e encontrei um part-time, chegava-me e bem. qual o meu primeiro trabalhinho? fazer a remodelação de uma ex-fábrica de rebuçados num loft! servir café? nunca! fazer fotocópias? nunca! enviar faxes? nunca! fazer recados? nunca! tive um grande boss!
esta casa maiocchi foi o meu segundo projecto (depois mostro o primeiro), do início ao fim, desde o desenho, à entrega da chave ao cliente! um solteirão, milionário e com gostos caros, mas que acima de tudo queria transmitir um ar muito cool. na altura ele tinha 34 anos, eu 24! hoje eu tenho a idade dele e continuo a achar que não estive nada mal como primeira tentativa! 
o espaço era estranho já por si, num L que se abria para um pátio, patio esse dividido por três lofts, todos com janelões enormes, onde luz não faltava, mesmo no inverno milanês. o pé-direito era tal que conseguimos criar mezzanini perfeitos, entre duas suites e um mini-office sobre a sala e cozinha, mini-office esse que levava a um acesso também mini para um terraço todo forrado em ripas de madeira com espaço interno transformado numa "sala lounge". 
eu e sete homens transformamos um espaço abandonado com cheiro a caramelo, num loft digno de um solteirão milanês, que me pediu logo no início uma banheira para três! essa foi a primeira peça da obra a ser comprada, o resto foi ao pormenor desenhado. cheguei a tirar medidas a pregos e parafusos para que não faltasse nada nos desenhos técnicos. toda a mobília criteriosamente desenhada, não tivesse eu um chefe arquitecto e designer industrial. foram meses de aprendizagem, com erros e muitas dores de cabeça, mas hoje posso olhar para estas fotografias e saber que há ali muito de mim. hoje mudaria um pouco apenas o exterior, mas de resto, vivia ali hoje!